Nachrichten - News - Noticias
 published: 2009-03-24

Rumo ao centenário da Aliança

Começaram as grandes romarias em Atibaia, Brasil

 

Atibaia, Brasilien: Das Wichtigste ist, ins Heiligtum zu gehen…

Atibaia, Brasil: O   essencial para as pessoas é conseguir entra no Santuário...

Atibaia, Brasil: Lo esencial para los peregrinos es entrar al Santuario...

Atibaia , Brazil : The only thing that matters is enter the Shrine...

Atibaia, Brasilien: Das Wichtigste ist, ins Heiligtum zu gehen…

 

Ankunft der Busse...

Llegada de los buses

The busses arriving...

Ankunft der Busse...

 
Wie freute ich mich, als man mir sagte: Wir ziehen zum Haus… der Gottesmutter, zum Haus des Herrn  

Alegría pura

The joy to be in the house of the Mother

Wie freute ich mich, als man mir sagte: Wir ziehen zum Haus… der Gottesmutter, zum Haus des Herrn

Fotos: Ir. M. Nilza © 2009

 
   

BRASIL, Ir. M. Nilza/mkf. Começaram as grandes romarias em Atibaia, Brasil; as dioceses começam a chegar em peregrinação com seus bispos. Domingo a domingo, são milhares de peregrinos que chegam em ônibus, para visitar à Mãe e Rainha em seu Santuário.

Em uma conversa via skype no dia 15 de março, a Ir. M. Nilza, responsável pela página de Internet www.maeperegrina.com.br, que passa um tempo em Atibaia, falou sobre as peregrinações, o que leva os peregrinos ao Santuário e sobre uma canção que tem o potencial de ser cantada não só em todo o Brasil...

Ir. M. Nilza, quantos peregrinos chegam ao Santuário nestes dias?

Na semana passada vieram peregrinos de Santo Amaro com mais de 80 ônibus, agora chegaram grupos de Jundiaí, cujo bispo aproveita para se despedir, pois se torna arcebispo em Juiz de Fora; estão chegando com mais de 100 ônibus, fora as centenas de carros e micro-ônibus que também virão.

Semana que vem haverá romarias de Santo André e Campo Limpo com seus bispos. O de Campo Limpo dispensou o motorista, pois ao Santuário se vai em peregrinação. Já estão confirmados mais de 200 ônibus.

Mas, como receber tantos peregrinos em um Santuário tão pequeno?

É preciso estar aqui durante um tempo para vivenciar isso conosco: o Santuário explodindo de filhos amados, com olhos voltados para a MTA e uma fila imensa esperando a sua vez de entrar. Há grupos de voluntários fixos aqui que atuam por escala para ajudar na acolhida dos peregrinos. Mas quando vem as Dioceses, elas se organizam bastante tempo antes e um bom número desses peregrinos vem para trabalhar.

Isso é tão bonito, eles chegam bem cedo para acolher os próprios conterrâneos. Quando se vai em peregrinação não se espera muito conforto, espera-se que se tenha o necessário. Seria uma boa experiência em vista da preparação para 2014 se pudessem vir até aqui e verem como tudo isso funciona.

Nossa tenda tem espaço para 8 mil pessoas, mas tem dias, nessas grandes peregrinações, que o mesmo tanto de pessoas que está dentro, está também participando do lado de fora, apenas ouvindo, respondendo e cantando felizes. Afinal, estão na casa da Mãe. A atitude de todos os peregrinos é: "Somos família, viemos à casa de nossa Mãe".

E como se organiza tudo isso? Não há queixas se não encontram lugar o se tem que esperar horas na fila?

Haverá sacrifícios. Para nós, Irmãs e leigos que recebem aos peregrinos, gostaríamos que cada um tivesse tudo o que precisa. Mas somos tantos filhos e a MTA está feliz conosco. O que não sair tão bem, vamos oferecer como dádiva de amor para Ela que nos oferece tanto.

Vai ser assim também em 2014. As pessoas não querem um hotel cinco estrelas, elas querem chegar e serem acolhidas com amor, querem o encontro pessoal com a MTA no Santuário. Fora isso, as outras coisas podem ser muito simples.

Aqui todo ano é feito um livrinho com orações que acompanham a programação da romaria. São feitos anualmente para estar sempre atualizados com as correntes do tempo, com as linhas do movimento.

As pessoas chegam e adquirem esses manuais, assim elas acompanham toda a programação e ainda levam para casa para rezar durante o ano.

As refeições fica a escolha, alguns trazem seus lanches e fazem piquenique, estendem as toalhas no gramado do Santuário e a família senta-se na grama para se alimentar.

Outros preferem comprar lanches e para os que querem almoçar também há essa possibilidade. Eles encomendam ao chegar e pegam na hora da refeição em diversos pontos de distribuição.

São milhares de pessoas e elas sabem que não há como disponibilizar mesas para todos. Há um bom número de mesas espalhadas pelo centro; as que chegam primeiro as encontram desocupadas; as que não encontram mais mesas sentam-se às sombras das árvores e se alimentam felizes. Ninguém reclama por não encontrar lugar nas mesas. Estamos em romaria e isso também faz parte.

O que esperam os peregrinos e quais são seus anseios?

O essencial para as pessoas é conseguir entra no Santuário. Quando são por exemplo, dez mil pessoas - e isso não é tão raro - elas ficam mais de duas horas na fila. Ao entra no Santuário não podem demorar muito, pois há muita gente atrás.

Todos os bancos do santuário são retirados para oferecer mais espaço. Aliás, deixa-se apenas um banco para os idosos. Ninguém precisa ficar empurrando. É incrível, as pessoas estão na casa da Mãe. Elas sentem que não podem ficar mais tempo; deixam ali os seus bilhetes, suas flores, os recados dos que ficaram em casa e saem. Os que querem ficar mais tempo voltam depois, na hora do almoço, na hora de alguma programação, quando há menos gente.

Mas eles não participam de alguma programação? Não, alguns renunciam uma parte. Isso é grave? Não! O essencial é que tenham um encontro pessoal com a MTA no santuário.

Como são recebidos os peregrinos?

O que dá um toque pessoal é que ao chegar no portão, cada ônibus é recebido pessoalmente por um voluntário. Este entra no ônibus com alegria, diz que a MTA esta feliz que eles tenham chegado, da uma mensagem e já prepara os peregrinos que hoje é dia de festa na casa da Mãe, que milhares de outros irmãos virão também e então cada um pode colaborar para que a Mãe atenda a todos.

Isso dá um ar muito pessoal para o grupo; eles são acolhidos individualmente, e então já entram com o coração aberto. Aqui as pessoas fazem filas imensas, imensas mesmo para poder dizer um bom dia à MTA!

E o que vocês fazem quando chove? Ou quando falta comida para tanta gente?

Os peregrinos não desistem, ficam sob guarda-chuvas, ensopados, mas firmes e felizes. Quando as pessoas tem uma grande motivação, elas enfrentam tudo. O essencial é serem bem atendidas. A regra para as irmãs e para os voluntários aqui é: pode faltar tudo, água, comida... qualquer coisa. Só uma coisa não pode faltar: um rosto sorridente e muito carinho para com os romeiros. As pessoas querem ser tratadas como gente e com educação. Se elas sabem que não estão sendo enganadas elas perdoam. Todos entendem que quando há dez mil pessoas, no fim do dia pode faltar água.

Mas elas entendem porque no decorrer do dia estiveram bem, tinham o necessário, o que faltou foi devido a sobrecarga desse dia.

No Santuário há também voluntários que ficam ali. Do que eles cuidam? Cuidam que haja silêncio para cada um rezar pessoalmente, mas na maioria das vezes nem precisam, pois é tudo tão sagrado que as pessoas entram em silêncio.

Há algo mais que é importante para os peregrinos e que faz com que eles tenham uma bonita experiência?

Outra coisa importante são as confissões. As pessoas entram no Santuário e mudam o coração. Tem que haver padres para atender as confissões. As pessoas saem do Santuário perguntando por isso. E quantas conversões - os padres ficam impressionados a cada vez. Pessoas que há mais de 40 anos não se confessavam, e que aqui no Santuário se sentiram tão acolhidos pessoalmente que tiveram coragem.

Os peregrinos buscam também lugar para oração diante de Jesus Eucarístico. Como o Santuário é um entra e sai de gente não acaba mais, a adoração é feita na capela da casa provincial. Ali há banners motivando ao silêncio, e muitos entram ali para ficar bastante tempo com Jesus, no Santíssimo.

E como é o programa das grandes peregrinações?

À partir das 8 horas da manhã acontece a acolhida nos ônibus (no portão do Santuário), às 9 horas - acolhida de todo o grupo na entrada do centro, onde tem uma grande cruz. Geralmente quando é uma Diocese, eles trazem a peregrina auxiliar e a imagem dos padroeiros de suas paroquias e as bandeiras de suas cidades.

A irmã faz uma introdução para a visita ao santuário, dá as boas vindas e fala das graças da romaria. Em seguida, todos juntos vão para o Santuário; não podem entrar mas fazem juntos uma saudação à MTA, para dizer que chegaram e rezam a consagração: No Santuário lembram que estamos caminhando juntos ao 2014.

Depois passam pelo monumento do Pe. Kentenich, onde a irmã fala de nosso Pai Fundador. Ali no Pai, rezam a novena do Fundador e descem para a tenda. Ali são separados os jovens e as crianças que terão uma programação especial, tudo preparado com a ajuda de voluntários.

Cada grupo separado tem uma palestra mais vivenciada. Às 11h30 todos se encontram novamente na tenda para a benção do Santíssimo, às 12 horas é o almoço e às 13h30 momento mariano ou via sacra, depende do tempo litúrgico. Em seguida, às 14h30 é a missa de encerramento. Veja como é tudo tão simples, mas todos saem felizes.

Quando vem o Bispo junto, o horário da missa se adapta ao horário disponível do Bispo; por exemplo, pode-se fazer a missa na parte da manhã e a tarde em vez de missa a benção do Santíssimo.

Qual é essa canção que os peregrinos cantam com tanto entusiasmo? Parece que é sobre a Aliança de Amor?

Os romeiros cantam com entusiasmo: "Rumo ao centenário da aliança, esta é a nossa bandeira, abre o coração a esta graça, para juntos darmos frutos para a igreja".

Todos cantam vibrando por 2014 e acenando bandeirinhas de Schoentatt. Mais de 4 mil pessoas cantando juntos: Rumo ao centenário da aliança, esta é a nossa bandeira...

É um canto que fizemos e que ficou popular entre os peregrinos. Nas paróquias também se canta muito. Os bispos e padres não tem como não saber que estamos preparando 2014! Nosso povo esta super entusiasmado com o centenário. O assunto nos dias 18 é esse, mas isso está sendo trabalhado. Estamos fazendo uma novena de anos, há 4 anos estamos trabalhando o centenário. Agora não há mais uma pessoa que seja do Movimento ou que receba a Imagem Peregrina que não saiba: em 2014 teremos uma grande festa!

Muitas pessoas estão economizando para ir à Schoenstatt. O sonho é estar no Santuário Original no dia 18 de outubro de 2014. Se as pessoas ai não fizerem nada nesse dia, Schoenstatt vai lotar de gente do mesmo jeito. Com programação ou sem programação nossos schoenstattianos vão para celebrar os 100 anos da fundação do Movimento.

Nos dias 18, eles celebram a missa da aliança e esse canto ressoa, daqui a pouco os bispos aprendem também, rsrsrs!

Nosso povo simplesmente ama a Mãe e Rainha. Na semana passada recebi um e-mail do padre que esta escrevendo a historia de sua Diocese: São João da Boa Vista - São Paulo, e ele quer saber qual a data que a Mãe e Rainha chegou na primeira cidade de sua Diocese, pois, a Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt marcou uma virada na história da Diocese.

Como vai ser o 18 de outubro de 2014 com a chegada destes peregrinos do Brasil que desde agora já estão tão entusiasmados com o centenário?

Imagine o Santuário Original explodindo de tanta gente, de filhos com olhos brilhantes porque vieram visitar a MTA em Schoenstatt.

Quando nossos peregrinos estiveram aí no ano passado eles saíram daqui com o coração em festa porque iam para o lar original. Quando chegaram aí já era tarde e o Santuário Original estava fechado. Mesmo assim eles quiseram ir em romaria para lá.

Rezaram na porta, beijavam as paredes e a fechadura e diziam: Mãe nós estamos aqui fora, esperamos tanto para te visitar.... quando me contaram isso fiquei com o coração apertado, o Santuário Original é tudo para eles, o sonho é chegar até aí um dia. Schoenstatt é a virada na vida de milhares de pessoas...

Edição: Cássio Leal, Sao Paulo, Brasil

 


 

Zurück/Back: [Seitenanfang / Top] [letzte Seite / last page] [Homepage]
Impressum © 2009 Schönstatt-Bewegung in Deutschland, PressOffice Schönstatt, all rights reserved, Mail: Editor /Webmaster
Last Update: 24.03.2009