Nachrichten - News - Noticias
 published: 2009-03-24

Quem estiver disposto a agir outrossim contra a sua legítima dignidade, esse exalta aquilo que por tal causa se humilha

Celebração da Ordenação diaconal de Daniel Bořkovec e de Frank Riedel, membros do Instituto dos Padres de Schoenstatt, ocorrida em 21 de março derradeiro em Schoenstatt

 

Diakonenweihe in Schönstatt

Ordenación diaconal en Schoenstatt

Deacons’ ordination in Schoenstatt

Diakonenweihe in Schönstatt

 

Am Beginn der Heiligen Messe

Comienzo de la Misa

At the beginning of the Holy Mass

Am Beginn der Heiligen Messe

 
Weihbischof Dr. Ulrich Neymeyr, Mainz  

Mons. Ulrich Neymeyr, Mainz

Auxiliary Bishop Ulrich Neymeyr, Mainz

Weihbischof Dr. Ulrich Neymeyr, Mainz

 
Ich bin bereit...  

Aquí estamos...

Here I am, Lord...

Ich bin bereit...

 
Ritus der Weihe  

Ordenación

Ordination

Ritus der Weihe

 
Auf dem Boden...  

En el suelo...

On the floor...

Auf dem Boden...

 
Chor

Coro

Choir

Chor

 

 

 

SCHOENSTATT, mfk. Na presença de numerosos presbíteros e de uma assembleia de fiéis em clima festivo, o bispo auxiliar Ulrich Neymeyr, bispo responsável pela pastoral da juventude do bispado de Mainz,Alemanha, presidiu na igreja da adoração, situada no Monte Schoenstatt, a ordenação diaconal de dois membros da Comunidade dos Padres de Schoenstatt: Daniel Bořkovec , oriundo da República Tcheca, e Frank Riedel, oriundo da Alemanha. Na "pátria de um grande cura de presbíteros ", como se expressou o pe. Michael Marmann na saudação de boas-vindas, ambos os diáconos deram, com este ato, um passo decisivo em sua caminhada rumo ao presbiterato.

Até a presente data é o dia primaveril mais belo deste ano – sol, céu azul, um hálito de novo verde nas árvores... Provenientes de todas as regiões, reúnem-se pessoas que desejam festejar este dia juntamente com Daniel Bořkovec e Frank Riedel: entre os presentes, registra-se a presença de alguns jovens provenientes da República Tcheca, mães, irmãs de Maria, membros da Família de Schoenstatt de Mainz, jovens e amigos de Munique, onde ambos , por último, estudaram, jovens que preparam a "Noite do Santuário" e muitos do local Schoenstatt que desejam estar presentes, quando estes dois jovens forem ordenados diáconos e derem outro passo rumo ao presbiterato. Esta é a primeira ordenação diaconal ocorrida em Schoenstatt, depois da proclamação do Ano Sacerdotal, cujo início ocorrerá em junho de 2009. Com este ato, o Santo Padre presta homenagem ao santo Cura de Ars, convidando toda a Igreja a refletir novamente na dádiva do presbiterato. No término deste Ano Sacerdotal encontra-se a celebração do centenário da ordenação presbiteral do Pe. Kentenich, em cuja espiritualidade e pegadas os dois neodiáconos querem formar suas vidas.

A animação litúrgica desta Santa Missa fica a cargo dos seminaristas do Instituto dos Padres de Schoenstatt e dos membros da Juventude de Schoenstatt, de Munique – o longo aplauso no término da Santa Missa fala por si mesmo.

Quem se humilha a si mesmo, será exaltado

Em sua homilia, a partir da passagem do Evangelho sobre o episódio dos fariseus e cobradores de impostos, o bispo auxiliar Ulrich Neymeyr fez a interpretação de um simbolismo central do ato da consagração: A prostração dos candidatos ao Diaconato, enquanto a assembleia canta a ladainha de todos-os-Santos. Um rito antigo com extraordinária força simbólica. Nós homens não gostamos de estar deitados no chão, assim comenta o referido bispo auxiliar; apenas as crianças ficam deitadas no chão (e quiçá esportistas durante os exercícios físicos). Caso estejamos deitados no chão, queremos levantar-nos e procurar inconscientemente as perspectivas onde somos maiores e melhores do que os demais. Sem embargo é uma bênção e um meio curativo para o "estar um com o outro", ao direcionarmos o olhar para onde reside a grandeza dos demais , superiores a mim mesmo. Onde nós, por outras palavras, vivemos a partir das perspectivas da criança.

Na pastoral há muitas possibilidades de descobrir tais grandezas ocultas.

No Ano Paulino é de supor , segundo o dizer do referido bispo auxiliar, que se dirija o olhar para as experiências de humilhação do apostolo das nações. "Humilhei-me para vos exaltar" diz ele à comunidade de Corinto.

Haver-se-ia de poder viver apenas do anúncio do Evangelho

Algo aqui se torna concreto, assim diz o bispo auxiliar Neymeyr. Por exemplo: Se não houver um sacristão, e os cuidados da sacristia ficarem a cargo do próprio presbítero, bem como as compras dos gêneros alimentícios para o encontro de fim de semana dos jovens, poderia surgir então a pergunta: Por que me tornei presbítero? É a situação que Paulo viveu, pois em Corinto ele não recebe remuneração alguma por sua atividade de pregador. Para ele fora humilhante não ser remunerado pelo serviço prestado ao Evangelho; eis pois a razão de haver de mendigar em outra comunidade e de trabalhar como fabricante de tendas para ganhar seu pão. O anúncio do Evangelho é uma tarefa tão importante que, a bem dizer, se há de poder viver apenas para tal fim. Para ele a humilhação vivenciada fora, contudo, ao mesmo tempo, uma exortação.

"Dado haver ele sido tratado abaixo de sua dignidade, elevou a dignidade da comunidade, pela qual ele assumiu tal humilhação. Quem estiver disposto a agir outrossim contra a sua legítima dignidade, esse exalta aquilo que por tal causa se humilha", assim afirma dom Neymeyr.

Sem embargo pode-se dirigir o olhar para toda a renúncia feita com a decisão em prol do presbiterato, segundo o bispo auxiliar Neymeyr. Ao haver-se decidido pela vocação presbiteral, sob todas as possíveis opções, e pelo Instituto dos Padres de Schoenstatt, sob todos os caminhos aí possíveis, esta vocação presbiteral e esta comunidade irão sempre obter um mérito mais elevado, quanto mais for livremente assumida a humilhação em razão de tais decisões.

Contudo no gesto da prostração reside uma enorme confiança: "Vocês, prezados candidatos ao Diaconato, podem depositar suas vidas , aptidões e idealismos nas mãos de Cristo Jesus. Ele vos não irá decepcionar.

Tradução: Abadia da Ressurreição, Ponta Grossa, PR, Brasil

Die Landsleute von Diakon Daniel beim Gruppenfoto

Los compatriotas del diácono Daniel

The compatriots of Deacon Daniel

Die Landsleute von Diakon Daniel beim Gruppenfoto

Fotos: K. Fischer © 2009

Álbum de fotos – photo album – Fotoalbum

 


 

Zurück/Back: [Seitenanfang / Top] [letzte Seite / last page] [Homepage]
Impressum © 2009 Schönstatt-Bewegung in Deutschland, PressOffice Schönstatt, all rights reserved, Mail: Editor /Webmaster
Last Update: 31.03.2009