Nachrichten - News - Noticias
 published: 2009-03-31

Oh! não! eu queria ir a Schoenstatt!

Jornada para mães e filhos, empreendida no Centro de Formação Marienland, Schoenstatt

 

Tagung für Mütter mit Kindern in Schönstatt

Jornada para madres y hijos en Schoenstatt

Retreat for mothers and children in Schoenstatt

Tagung für Mütter mit Kindern in Schönstatt

 

Kinder-Disco

Disco infantil

Children’ disco

Kinder-Disco

 
Die Mütter machen mit… und gern!  

Las mamás participan... como niñas

The mothers participating... like children

Die Mütter machen mit… und gern!

 
Austausch von Frau zu Frau  

Intercambio

Sharing

Austausch von Frau zu Frau

 
Referenten: Claudia und Heinrich Brehm  

Conferencistas: Claudia y Heinrich Brehm

Speakers: Claudia and Heinrich Brehm

Referenten: Claudia und Heinrich Brehm

 
Teilnehmerinnen  

Participantes

Participants

Teilnehmerinnen

Fotos: K. Fischer © 2009

Video/ Álbum de fotos – photo album – Fotoalbum

 
 

SCHOENSTATT, mkf. "A bem dizer, precisaria de tais dias muito mais vezes no ano! Mas alegro-me por todas as vezes que posso vir até aqui!", assim comenta Carina Amshave, de Heek, Alemanha. E acrescenta: "Quando há poucos dias meu esposo falava a nossos filhos a respeito da viagem reservada para a ilha de Maiorca, Espanha, meu filho Tom respondeu indignadíssimo: "Oh! não! eu queria ir a Schoenstatt!"E sua irmãzinha, Judite, (3) sabe outrossim o que melhor lhe agrada em Schoenstatt: " Dormi sozinha no quarto com a minha mamãe!" " Quanta alegria não vivenciaram as crianças nestes dias! E como eu mesma, desta maneira fortalecida, pude outrossim vivenciar muita tranquilidade." Foi o que mães e filhos desfrutaram neste fim de semana de março chuvoso.

A "comunidade caminhando na fé", descanso, permuta de experiências, o desejo de encontrar tranquilidade e a Deus", como expressa uma senhora de Rosendahl: isto são os tópicos para as jovens mães do bispado de Münster, Alemanha, que ,no derradeiro fim de semana, se haviam reunido na Casa Marienland para a jornada dedicada a mães e filhos, cujo tema fora: Tu és conduzida!". O fato de os filhos poderem participar desta jornada, e esta iniciativa bem sucedia para "assim aproximar as crianças da religião", como manifestou uma enfermeira (24), de Heek, Alemanha, são outrossim uma forte motivação. "Minha filha já não quer ir embora", assim diz uma das mães participantes. E se isso apraz aos filhos, outrossim apraz às mães: "Meus filhos sentem-se aqui tão bem!", diz Birgit B. E ela outrossim.

As crianças são entregues aos cuidados de um grupo engajado e sentem-se quais protagonistas da jornada, sobretudo desde o serão por elas organizado, bem como o "Disco infantil", que termina com muitos movimentos e alegria, de sorte que já não se consegue definir com clareza, se são os filhos ou as mães, quem mais se diverte por saltitar de modo relaxado e com à-vontade, dando assim largas à sua alegria... Nota-se que quando diminui o entusiasmo, logo surge a alegria e novo vigor. E as mães sentem orgulho de ver "como os filhos se orgulham de haverem organizado o serão".

Muitas sugestões para o concreto da vida

As sugestões provenientes das conferências dadas pela ir. M.Doria Schlickmann no sábado e pelo casal Brehm no domingo são tão práticas que as participantes certas estão de poder transpor para casa algo do escutado. "Isto foi importante para a minha vida conjugal", assim comenta Ute Diesfeld-Brink. E prossegue: "Respeitar meu esposo em sua maneira de ser e falar com ele a respeito de minhas experiências de fé". Isto constata igualmente a senhora Anshoff, de Heek. Só o fato de "obter a devida coragem de fazer outrossim mais a permuta de ideias a respeito da fé na vida conjugal ", valeu a pena para ela este fim de semana. "Agora posso compreender melhor meu esposo", assim opina uma das senhoras participantes, transcorrida a conferência do casal Brehm.

E Maria X. formula uma questão bem concreta: Como vou tratar dos assuntos discutidos entre nós mulheres a respeito de nossos esposos? Com respeito...!

Um enriquecimento para a alma

Colocar os apliques nos círios pascais, passear, tomar um cafezinho e dar dois dedos de prosa no "café junto à sala do estábulo", passar longo tempo na livraria e ter conversas interessantes ao longo das caminhadas são coisas tão insignificantes que fazem tão bem à alma. "A aplicação dos apliques nos círios pascais irá certamente recordar-me, não apenas dos dias de Páscoa que ainda se encontram longe, senão que destes três dias aqui transcorridos em Schoenstatt", assim comenta A. Anshoff, de Heek, Alemanha.

Mas outrossim as meditações, as celebrações eucarísticas com os belos cânticos, a confissão – muitas se aproximam pela primeira vez deste sacramento volvidos muitos anos de o não haverem feito;e, a seguir, estão inteiramente "liberta como se eu fosse voar" - o período volvido no Santuário de modo bem pessoal são momentos preciosíssimos: "Levar primeiramente a mala para o quarto,e depois o primeiro caminho é para o Santuário; aí permaneci inteiramente só. Pôde saudar Nossa Senhora em voz alta e dizer-lhe que estou novamente em casa. E ,depois, corriam-me as lágrimas pela face, vistas apenas pela Mãe Maria Santíssima..."

Tu és conduzida!

Foi feito um aprofundamento do tema da jornada "Tu és conduzida!". E como não podia deixar ser, este tema há de ser outrossim transmitido de uma forma simples às crianças. E eis o que ocorre. "Disse a meu filho. O bom Deus conduz-te rumo ao caminho certo. E, em seguida, pergunta-me ele: E como? Com um controle?"

Tradução: Abadia da Ressurreição, Ponta Grossa, Paraná, Brasil

 


 

Zurück/Back: [Seitenanfang / Top] [letzte Seite / last page] [Homepage]
Impressum © 2009 Schönstatt-Bewegung in Deutschland, PressOffice Schönstatt, all rights reserved, Mail: Editor /Webmaster
Last Update: 07.04.2009