Nachrichten - News - Noticias
 published: 2009-01-27

Haurir da mesma fonte, a exemplo do Pe. Kentenich

Romaria empreendida pela Família de Schoenstatt de Munique ao Campo de Concentração de Dachau, Alemanha, em 18 de janeiro derradeiro

 

Dachau-Wallfahrt der Münchner Schönstattfamilie

Peregrinación de la familia de Schoenstatt de Munich a Dachau

Dachau pilgrimage of the Munich Schoenstatt family

Dachau-Wallfahrt der Münchner Schönstattfamilie

 

Eingang

Entrada

Entrance

Eingang

 
Am Priesterblock  

Bloque de los sacerdotes

At the block of the priest

Am Priesterblock

Fotos: Carpentier © 2009

 
   

SCHOENSTATT, Siegmund Carpentier. O ano de 2009 tem um significado peculiar para a Família de Schoenstatt de Munique, Alemanha; pois em 31 de maio próximo irá celebrar o qüinquagésimo aniversário da dedicação do Santuário da Filiação Triunfante, quase tão antigo quanto a tradição das romarias empreendidas a Dachau, Alemanha.

A partir dos inícios da década dos anos sessenta – inicialmente não se empreendiam romarias a Dachau com a mesma regularidade com que hoje são empreendidas – grupos da Família de Schoenstatt de Munique deslocavam-se a Dachau, sob a direção do reitor Dresbach ou do pe. José Fischer – ambos antigos prisioneiros no Campo de Concentração de Dachau - para acolherem o lugar em que o Pe. Kentenich viveu e atuou ao longo de anos, por outra, para cada um dos participantes poder ser inspirado pelo "espírito de Dachau" e levá-lo para o cotio. Todas as vezes que empreendiam tal romaria, celebravam uma missa no barracão dos sacerdotes, havendo sido a derradeira vez em 8 de julho de 1962.

Corrente de Dachau

A partir de 1967 a corrente de Dachau foi novamente assumida pelo Santuário de Munique qual tarefa de missão. Desde então, todos os anos, por volta do dia 20 de janeiro, a Família de Schoenstatt de Munique marca presença em Dachau, percorrendo o antigo campo de concentração em espírito de romaria; porém em certos lugares, como por exemplo: no bloco da entrada, na enfermaria e no bloco dos sacerdotes, detém-se por alguns instantes rezando e cantando, em memória da antiga situação vivida no campo de concentração. No desfecho desta romaria a Dachau, o grupo de romeiros celebra uma Santa Missa na igreja do Carmo, Dachau. Este ano a Santa Missa foi celebrada pelo paro. Eschbaumer, tendo como concelebrantes os presbíteros Marmann e Cysch. Ao dar as boas vindas à Família de Schoenstatt de Munique, o paro. Eschbaumer colocou a seguinte questão: "Que levamos conosco?" E bem no espírito desta romaria que impregnara os fiéis aí reunidos, respondeu: " A Nossa Senhora suplicamo-lhe que nos conceda o "espírito de Dachau", que nos habilita no cotio a haurir e viver da mesma fonte, tal como o fizera o Pe. Kentenich ; aqui vemos nosso fundador na luz divina; vivenciamos sua confiança em Deus depositada; admiramos sua permanência na força divina..."

Unidos ao Encontro Mundial das Famílias a ocorrer na Cidade do México

Em 1992 a Família de Schoenstatt de Munique coroou Nossa Senhora como Rainha do espírito de Dachau. No decorrer dos anos, esta romaria, em que seus membros trilham bem conscientemente as pegadas de seu Pai Fundador, obteve grande significado. Sobretudo, outrossim, pelo fato de que sempre se consegue de novo associar os feitos significativos da história com as atualidades. Assim, no Bloco 14, lugar da fundação da Obra das Famílias, este grupo de romeiros tem bem presente o Encontro Mundial das Famílias, a realizar-se na Cidade do México; e, ao deter-se nos lugares que lhe eram mais significativos, teve outrossim bem presente o pedido de oração do Santo Padre para o bom êxito deste encontro.

Tradução: Abadia da Ressurreição, Ponta Grossa, Paraná, Brasil

 


 

Zurück/Back: [Seitenanfang / Top] [letzte Seite / last page] [Homepage]
Impressum © 2008 Schönstatt-Bewegung in Deutschland, PressOffice Schönstatt, all rights reserved, Mail: Editor /Webmaster
Last Update: 12.02.2009