Nachrichten - News - Noticias
 published: 2008-12-03

Uma flor branca para Maria Santíssima

Dez anos da "Campanhazinha" para bebês e crianças em risco de vida

 

Zehn Jahre “kleine Kampagne”: die “kleine Gottesmutter” im Babykörbchen hat unzählige Säuglinge und Kinder in Lebensgefahr begleitet

Diez años de la “Campañita”: La "Peregrinita" en su moisés blanco ha acompañado a innumerables bebes y niños en riesgo de vida

Ten years of the “Little Campaign”: The small picture of the Pilgrim MTA has accompanied countless babies and children in critical condition

Zehn Jahre “kleine Kampagne”: die “kleine Gottesmutter” im Babykörbchen hat unzählige Säuglinge und Kinder in Lebensgefahr begleitet

 

Die größeren Kinder beten das Jubiläumsgebet

Lo niños mayores rezando la oracion del Jubileo

Children praying the jubilee prayer

Die größeren Kinder beten das Jubiläumsgebet

 
Gastón, das erste Kind, das 1998 als Frühchen den Besuch der „kleinen Gottesmutter“ erhielt, mit der Jubiläumsfahne  

Gastón, primer misionado de la Campañita en 1998, junto a la Bandera del jubileo

Gastón, the first child to receive the Pilgrim MTA in 1998, with the jubilee flag

Gastón, das erste Kind, das 1998 als Frühchen den Besuch der „kleinen Gottesmutter“ erhielt, mit der Jubiläumsfahne

 
Gastón mit Fátima und den Drillingen Pilar, Rodrigo und Matías  

Gastón junto a Fátima y los trillizos Pilar, Rodrigo y Matías

Gastón with Fátima and the triplets Pilar, Rodrigo, and  Matías

Gastón mit Fátima und den Drillingen Pilar, Rodrigo und Matías

 
Blick in die Kirche “Jesus von Nazareth”, wo die Feier stattfand  

Vista general de la Iglesia Jesús Nazareno donde se realizó la celebración

View of the church where the celebration took place

Blick in die Kirche “Jesus von Nazareth”, wo die Feier stattfand

 
Du kamst, um uns zu segnen, uns zu beschützen, uns wachsen zu helfen...  

Llegaste para bendecirnos, cobijarnos y ayudarnos a crecer...

You came to bless us, to protect  us, to help us grow...

Du kamst, um uns zu segnen, uns zu beschützen, uns wachsen zu helfen...

Fotos: M. Liotti © 2008

 
 

ARGENTINA, Martha Liotti. "Viemos para agradecer-te e bendizer teu nome: Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt". Com uma modesta, porém, comovedora celebração, e com muita alegria, missionários, membros da Família schoenstattiana local e um grande número de famílias reuniram-se em 8 de novembro derradeiro na Igreja Jesus Nazareno, Corrientes, Argentina, para celebrar dez anos da "Campanhazinha"; esta celebração contou com a presença do pe. Pedro Kuehlcke, assessor regional, vindo de Assunção, Paraguai. Como todas as modalidades da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, a "Campanhazinha" surgiu qual adaptação criativa a uma situação concreta: crianças pequenas moribundas, bebês prematuros e pais que se defrontam com situações angustiantes e preocupantes... A "Peregrinazinha" no cestinho de bebê tem vindo a acompanhar inúmeros bebês e crianças, quer colocada em cima da incubadora, quer posta ao lado de suas camas nos hospitais ou nas mãos e casas dos pais... A "Campanhazinha", surgida em Corrientes em 1998, encontra-se hoje difundida em várias dioceses da Argentina e, graças à sua difusa via Internet, outrossim no México, África do Sul e Europa.

E como se poderia ter celebrado este evento senão com a presença de todas as crianças, pais, missionários e toda a Família de Schoenstatt? Todos se reuniram para conjuntamente expressar todo o seu agradecimento à Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt.

Duas semanas antes desta celebração, os Missionários de Corrientes empreenderam um número sem fim de telefonemas tentando entrar em contato com os pais de muitas crianças que, em situações críticas de suas vidas, haviam recebido a Imagem Peregrina e sido consagrados ao Coração Imaculado de Maria, a fim de convidá-los para esta celebração. Em agradecimento, os coordenadores levam um registro detalhado de cada criança visitada pela Mãe Peregrina de Schoenstatt. Muitas puderam ser localizadas; muitas, porém, mudaram outrossim de domicílio e de número de telefone, o que impossibilitou localizá-las. Sem embargo a resposta ao convite foi por toda a parte um grande sim a esta iniciativa. E ninguém pode fazer idéia do quanto significa para uma missionária escutar no término do telefonema as vozes das crianças com 10, 9, e 8 anos de idade que se viu lutar pela vida, quando bebês. Quantas lembranças não vieram à memória nessa ocasião...

Finalmente chegou o grande dia. Um dia insuportavelmente quente... A celebração teve início às 18:00h; porém já muito antes começaram a chegar um grande número de famílias convidadas. Algumas vieram de muito longe, como é caso da mãe de Ângelo Mariano, que veio de Empedrado, a uma distância de 70 km de Corrientes, em companhia dele e de quatro irmãs.

Entrada do estandarte do jubileu

Ao dar-se início à celebração, houve então mister de colocar de lado por algum tempo as emoções de tantos reencontros e colocar um tanto de ordem no galreio das crianças.

E isto foi assumido por Nito, milagrosamente restabelecido de um grave acidente de viação sofrido em 3 de maio derradeiro, na qualidade de moderador e animador. Quando jovens pais, Deborah e Nito vivenciaram a visita abençoada da "Peregrinazinha" empreendida a sua filhinha Martina, quando esta se encontrava entre a vida e a morte; em agradecimento pelo restabelecimento de Martina, ambos se tornaram missionários desta modalidade da Campanha. Depois do grave acidente de Nito, que permaneceu em estado de coma durante semanas, vivenciaram pela segunda vez esta onda de oração e solidariedade schoenstattiana, que facilmente ultrapassa as fronteiras de países e continentes.

Nito deu as boas-vindas a todos, e, ao anunciar a entrada do estandarte do jubileu, fez-se um profundo silêncio, de modo que até se poderia ter ouvido um alfinete caindo no chão.

Ao som dos acordes de um cântico bem conhecido, as duas primeiras crianças missionadas em 1998, Gastón e Fátima, levaram o estandarte ao altar. Os aplausos chegaram até o céu! Cristina, a mãe de Gastón, havia pintado o estandarte. A decoração da igreja, assim quanto a do lugar de honra das imagens peregrinas, ficou outrossim a seu cargo.

Em seguida, as crianças mais velhas ofereceram a Nossa Senhora o jarro com os testemunhos dos pais destes dez anos de missão volvidos. A água dos jarros torna-se vinho... O sofrimento das crianças tornou-se bênção para suas famílias. Basta apenas escutar as palavras de Maria Santíssima, ao dizer: "Fazei tudo o que Ele vos disser!"

Viestes para abençoar-nos, proteger-nos e ajudar-nos a crescer

Mediante estas imagens peregrinas, Maria Santíssima peregrina ao encontro dos homens levando-lhes as graças do Santuário; esta é a firme convicção dos missionários. Os trigêmeos, Pilar, Rodrigo e Matias, nascidos em outubro de 1999, levaram as três velas ao altar, símbolo das três graças do Santuário; estas foram acesas uma após outra, enquanto o pe. Kuehlcke explicava o significado das graças de romaria, o que ocorre nos corações daqueles que se deixam educar por Maria Santíssima.

"Viemos para agradecer-te e bendizer teu nome", palavras que constituem a oração do jubileu que as crianças mais velhas rezaram aos pés do altar: "Querida Mãe! Há dez anos deste a missão a teus servos de empreenderem um trabalho missionário nos lugares onde nós, teus filhos mais pequeninos, lutávamos por nossas vidas. Outrora vieste para abençoar-nos, proteger-nos e ajudar-nos a crescer. Nossos corações a ti te pertencem, porque nossos pais a ti nos consagraram para sempre. E hoje, aos pés do altar do Senhor, de mãos postas e com olhar voltado para ti, viemos-te agradecer e bendizer teu nome: Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt !"

As crianças mais pequeninas de todas as presentes também tiveram sua participação: No colo ou pelas mãos dos pais, aproximaram-se silenciosamente da Imagem Peregrina, depositando a seus pés uma flor branca, símbolo do amor mais puro, símbolo do amor dos pais qual espelho do infinito amor de Deus. E nestes momentos apenas se pôde ouvir a "Ave Maria" qual agradecimento e oração pessoal em que vieram à mente tantas lembranças de noites em claro, de tantas perguntas sem resposta... até aqui , no limite da vida e da morte, sua vinda veio trazer luz, surgindo assim paz e esperança...

O pe. Kuehlcke, visivelmente comovido, saudou as crianças, os pais, familiares e toda a Família schoenstattiana que havia vindo para conjuntamente participar desta celebração, e abençoou a todos, assim quanto as imagens da Mãe Peregrina de Schoenstatt e seus Missionários.

A celebração encerrou com o "Hino da Alegria" da nona sinfonia de Beethoven. Muito obrigado, Mãe, por estes dez anos de missão fecunda!

E à saída foi servida limonada e biscoitos às crianças. Esta Missão de Limite, como a denominam, é sempre um novo apelo para ir ao encontro de homens e mulheres que, em determinado momento de suas vidas, sentem-se sós e angustiados pelo risco de perder os filhos. Tal missão leva-nos a Maria Santíssima, a mulher atenta e solicita, que lhes dirige o olhar com amor peculiar, e nos chama a servi-los.

Tradução: Abadia da Ressurreição, Ponta Grossa, Paraná, Brasil

 


 

Zurück/Back: [Seitenanfang / Top] [letzte Seite / last page] [Homepage]
Impressum © 2008 Schönstatt-Bewegung in Deutschland, PressOffice Schönstatt, all rights reserved, Mail: Editor /Webmaster
Last Update: 16.12.2008