Nachrichten - News - Noticias
 published: 2005-07-05

Consumir minha vida pelo carisma de meu Fundador.

Pe. Irineu Trevisan volta ao Pai

P. Irineu Trevisan

Fr. Irineu Trevisan

P. Irineu Trevisan

Foto: www.maeperegrina.com.br 2005

 
   

BRASIL, Ir. M. Nilza P. da Silva Quando os ponteiros do relógio anunciavam a chegada de um novo dia, 30 de junho de 2005, Padre Irineu Trevisan despontava no céu, com a claridade de seu sorriso e suas palavras que trouxeram tanta esperança aqui na terra. Concluiu seus dias entre nós, uma vida inteiramente dedicada ao sacerdócio, consagrado sem reservas à Obra de Schoenstatt. Por 18 anos, Padre Irineu exerceu a tarefa de Diretor Nacional do Movimento de Brasil. Deixou a querida tarefa de professor universitário, sua formação especializada em Direito Canônico, pela Universidade Romana, e consumiu sua vida na formação de dirigentes e na assistência ao Movimento de Schoenstatt.

Numa entrevista, perguntei-lhe se isso lhe custou e sua resposta foi: "Eu me realizava profissionalmente como professor e tinha um futuro promissor. Mas, decidi sacrificar a minha realização profissional e consumir minha vida pelo carisma de meu Fundador. Acredito que ele é um escolhido por Deus para dar resposta aos múltiplos problemas de nosso tempo e da Igreja. Por isso, renunciei ao meu desejo pessoal para estar inteiramente a serviço da Obra de Schoenstatt, que necessitava de minha doação".

Padre Irineu escreveu inúmeros livros, proferiu muitas conferências. Todos os que o conheceram se lembrarão para sempre de suas explicações sobre a bondade e o amor misericordioso do Pai do céu, de seus ensinamentos sobre o jeito simpático de ser santo, seu amor à Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, o modo filial com que nos ajudava a amar a "Mãe do Belo Amor" e seu humor em todas as horas.

Os que trabalharam com ele jamais se esquecerão de seu modo de pensar claro e objetivo. Sua capacidade de ouvir as mais diferentes opiniões e sintetizá-las de modo admirável em poucos pontos. Sua fidelidade ao Fundador e seu desprendimento pessoal de honras e projeções pessoais.

 "Como é bonito rezar!"

Seu último livro, "Como é bonito rezar!", tradução de algumas conferências do Fundador, sobre a vida de oração, conclui com seu canto de cisne ( o mais belo de todos): orações profundas, dirigidas a Jesus, nas quais percebemos a profundidade de sua alma e a intimidade com Jesus.

Num retiro, Pe. Irineu ainda estava bem de saúde e concluiu as suas conferências com essas orações, sem dizer aos participantes que eram de sua autoria. Uma participante desconfiou que eram dele e me disse: "Padre Irineu não viverá muito tempo!" Perguntei o motivo dessa conclusão e obtive a resposta: "Uma pessoa que vive em tão grande intimidade com Jesus, já não vive mais nessa terra!"

Sim, Padre Irineu viveu com o coração no céu! Isso testemunha também as mensagens de condolências que temos recebido:

Festa no céu

"Festa no céu! Nosso querido Padre Irineu Trevisan acaba de chegar para o encontro definitivo com Deus, na conquista da vida em abundância e sem fim.

Padre Irineu foi estrela luminosa na caminhada da Campanha da Mãe Peregrina. Ele libertou-se agora da longa agonia de enfermidade, sempre cercado pelo carinho dos amigos que se revezaram à sua cabeceira.

Saudades e esperança para os que ficam, alegria e festa para Padre Irineu que agora se encontra diante do Senhor, a quem serviu durante sua vida terrena."

Marco e Tania, Coord. Diocesanos - Santo André/SP

"Amigos da Campanha da Mãe Peregrina, gostaria de transmitir minha solidariedade e tristeza em saber que nesta manhã, 30 de Junho, o amigo Padre Irineu Trevisan nos deixa para ir alegrar o Schoenstatt Celeste.

O conheci em Santa Maria, pois também como ele sou nato de lá. Naquela época, ajudava na Causa de canonização do Servo de Deus João Luiz Pozzobon, e numa manhã o padre Argemiro Ferraciolli disse-me que iria se hospedar na casa um padre bravo, sério e muito chato. Eu, sem conhecê-lo, acabei tendo este pré-conceito dele, e disse-me ainda que deveria tratá-lo, quando chegasse, de "senhor Doutor Padre Irineu".

Bem assim eu o fiz, quando me deparei à porta com o Padre Irineu, então, ele me olha sorrindo e diz: "quem é você senhor doutor?" E assim foi nosso encontro. Ficamos muito amigos. Eu o ajudava. Ficamos tão próximos que até mesmo quando o Padre tinha que viajar, eu lhe fazia companhia.

Algo que jamais me sairá da memória, e que me faz lembrar do Padre Irineu, é uma frase de nosso Pai e Fundador: "Deus é Pai, Deus é bom e bom é tudo que Ele faz", que o padre transformava em "Deus é PAPAI , Deus é BOMBOM e BOMBOM é tudo que Ele dá!" Este Pai bom, nos leva este amigo, alegre, contador de estórias e, acima de tudo, um sacerdote santo e humilde. O Schoenstatt Celeste jamais será o mesmo com a chegada de nosso amigo! Descanse em paz! Que a querida Mãe de Deus te acolha nos braços e lhe cubra com seu manto de graças!

Pedro Fábio Machado, Jaboticabal/SP



Zurück/Back: [Seitenanfang / Top] [letzte Seite / last page] [Homepage]

Last Update: 05.07.2005 Mail: Editor /Webmaster
© 2005 Schönstatt-Bewegung in Deutschland, PressOffice Schönstatt, hbre, All rights reserved, Impressum