Schönstatt - Begegnungen

Conhecer onde mora a Mãe, para retribuir as visitas da Peregrina

Primeira romaria de Zeladores da Campanha da Mãe Peregrina de Santeremo, Sul da Itália, ao Santuário Cor Ecclesaie, em Roma no 8 de julho de 2001

A group of the pilgrims from Santeramo in the park by the Schoenstatt Shrine in Rome
Gruppe von Pilgern aus Santeramo im Park beim Schönstattheiligtum in Rom
Santeramo in Colle, Southern Italy: Young people who receive the Pilgrim Mother have formed a choir to contribute to the monthly prayer meetings
Santeramo in Colle, Süditalien: Jugendliche, die die Pilgernde Gottesmutter erhalten, haben einen Chor gebildet für die monatlichen Treffen
Santeramo in Colle: Schoenstatt Wayside Shrine in the garden of the Massaro family, open for all
Santeramo in Colle: Bildstöckchen im Garten von Familie Massaro, offen für alle
Holy Mass in the Schoenstatt Shrine in Rome: offering of typical food and goods from Southern Italy
Heilige Messe im Schönstattheiligtum: Gabengang mit originellen Produkten aus Süditalien
The children from Santeramo love the Pilgrim Mother!
Die Kinder von Santeramo lieben die Pilgernde Gottesmutter!
The wayside Shrine in Santeramo in Colle - Schoenstatt meeting point for the missionaries and families who recieve the Pilgrim Mother
Bildstöckchen in Santeramo in Colle - Schönstatt-Treffpunkt für alle, die die Pilgernde Gottesmutter empfangen und weitergeben.
Foto: Sr. Ignês Maria Rubin © 2001

(Irmã Ignês Maria Rubin) Esta primeira romaria da Campanha de Santeremo ao Santuario em Roma foi um acontecimento muito importante. A Mãe que sempre os visita na Imagem Peregrina lhes convidou: Vinde e vede! Na Missa, os Peregrinos fizeram um ofertório muito original e antes da bênção final, os Zeladores presentes rezaram com muito entusiasmo a Oração de Compromisso.

Os Peregrinos, mais ou menos 55 pessoas, começaram a chegar na Basílica São Pedro às 7h pontualmente onde Ir. Maria Birgit e Ir. Ignês Maria os esperabam. A alegria era grande de ambas as partes. Na Basílica rezaram silenciosamente e visitaram o novo lugar de repouso do Papa João XXIII. Saindo da Basílica, resolvaram de fazer uma romaria à pé até o Santuário, pois a a maioria quis caminar. Antes de iniciar a caminhada, fizeram as intenções, e os peregrinos propuseram de caminhar rezando o terço e cantando. Foi o que fizeram. O caminho era agradável, sempre na sombra porque bem arborizado. O grupo se compunha de pessoas de todas as idades, mais idosos, mas também casais de idade média. Haviam três jovens e quatro crianças.

O Sino do Santuário - Bem-vindos!

Depois de uns 40min de caminhada calma entremeada com orações, cantos, e também conversação agradável, chegaram ao Santuário às 9h20min. As Irmãs tocaram por longo tempo o sino do Santuário. Entraram todos no Santuário imediatamente. Percebia-se neles a satisfação de terem chegado enfim à terra de sua saudade. Ir. M. Lisianne dirigiu uma oração espontânea muito bonita. Ela fez uma comparação com aquela parte do Evangelho, na qual os discípulos perguntaram a Jesus: "Mestre, onde moras"? E Jesus respondeu: "Vinde e Vede"... Assim a Mãe que sempre os visita na Imagem Peregrina lhes convidou :Vinde e vede!... Eles vieram para conhecer onde mora a Mãe. Eles vieram para retribuir as visitas da Mãe...

Após a oração de recepção, todos foram conduzidos para a sobra das árvores e lhes foi oferecido água fresca. Após este breve lanche, foram reunidos no salãozinho em baixo para um colóquio com Ir. M. Lisianne. Esta fez muito bonito. Através de perguntas ela percebeu como eles estavam compreendendo os objetivos da Campanha e principalmente o vivo interesse que demonstravam pelo assunto. Partindo daquilo que ela havia dito no Santuário na oração de acolhida, iniciou o colóquio com palavras claras, simples e atraentes, sobre a fundação de Schoenstatt, a Mãe Peregrina, as graças de Romaria, etc. Ninguém dormia, eram verdadeiramente atentos apesar de terem viajado a partir da meia noite.

"Eles não tem mais vinho"

Estavam presentes alguns membros da Família de Schoenstatt de Roma que vieram para recepcioná-los. Assim, antes de Ir. M. Lisianne terminar, ela convidou um dirigente, senhor Romano Macro, para explicar aos romeiros sobre a ânfora que é colocada em frente do Altar do Santuário. Parte da idéia, "eles não tem mais vinho" e com palavras simples, Sr. Macro e Ir. M. Lisianne, explicaram sobre o Capital de Graças.

O colóquio durou uma hora, mais ou menos, então fizeram uma pausa de 10min, onde eles podiam tomar água, trocar idéias e escrever, num papelinho, que lhes foi colocado à disposição, seus pedidos e ofertas ao Capital de Graças, para ser colocado dentro da ânfora.

Após esta pausa se reuniram para avisos e ensaio dos cantos da Missa. Primeiro Sr. Romano Macro fez um caloroso convite a todos, para a romaria que se realizará no próximo ano à Schoenstatt. Esta partirá de Roma no final do mês de abril de 2002. Muitos se mostraram interessados.

"Mãe Admirável, ó Mãe Peregrina"

Depois Ir. M. Rosequiel, da Província Tabor/Brasil, ajudou no ensaio de cantos. Um senhor que toca órgão, um jovem e ela com o violão, ensaiaram "Mãe Admirável, ó Mãe Peregrina", em italiano, naturalmente. (Ir. M. Marlene com a ajuda de algumas senhoras de Zelarino, inclusive uma Doutora em língua italiana, uma teóloga, e uma musista, fez uma tradução muito boa, assim que deu para cantar fluentemente). Eles aprenderam imediatamente e cantavam a todo o pulmão, como os romeiros do Brasil. Foi ensaiado também "Ó Virgem Protetora" cuja tradução já há tempo foi feita pelas Irmãs de Roma.

Deram uma passada nos cantos das outras partes da Missa.

No Ofertório - produtos originais de Santeramo

Assim depois de tudo pronto e combinado, reuniram-se para a Missa no Santuário, às 12h. Monsenhor Rafael foi o celebrante.

Ele fez muito bonito. Acolhida bem schoensttateana. Na homilia, após um breve comentário das Leituras, ele passou a falar da Campanha da Mãe Peregrina e falou bonito sobre o Seu João Pozzobon. No fim da Missa apresentou-se como Sacerdote de Schoenstatt e novamente dirigiu palavras muito belas incentivando a todos que prosseguissem fiéis esta caminhada com a Mãe Peregrina. E por fim lançou o desafio que se preparassem para construir, em Santeramo, um Santuário de Schoenstatt. Para os Romeiros este desafio não foi novidade, pois já há tempo sonham com esta construção. E, para isso, também começaram a recolher contribuições ao Capital de Graças.

Digno de ser relatado foi o ofertório muito original que eles fizeram. Trouxeram de Santeramo produtos originais do local, um pão bem grande, biscoitos de diversas receitas, óleo, vinho, macarrão especial, café etc. Cada produto estava originalmente embalado, era muito bonito.

Oração de Compromisso dos Zeladores

Antes da bênção final, os Zeladores presentes rezaram a Oração de Compromisso (Preghiera díImpegno), a mesma que se reza em Atibaia. (Nós a traduzimos com o auxílio de uma Religiosa que conhece bem o português, não fala, mas entende tudo). A oração foi rezada com muito entusiasmo.

Ir. M. Ivone e Ir. Ignês Maria prepararam, em Schoenstatt, uma velinha para cada romeiro e as deixaram na Capela do Pai para que ele as abençoasse. Então, no final da Missa puderam entregar para cada um este presentinho, dizendo que era uma saudação do Pai e Fundador, que vinha de seu sarcófago, com a sua bênção e a bênção dos Lugares sagrados. Eles pegavam esta velinha com muita unção e respeito.

Desde que a Mãe Peregrina começou a visitar o Lar...

Após a Missa todos reuniram-se para o almoço à saco. Esta expressão "a saco" significa que eles trouxeram o seu almoço consigo. Tomaram-no debaixo das árvores. O sol era quente, mas aí na sombra soprava uma brisa fresca. Reinava muita alegria e paz. As Irmãs passavam entre eles conversando e puderam ouvir muitas expressões de satisfação e alegria.

  • Um dos comentários mais forte foi que eles ficaram impressionados com a hospitalidade das Irmãs, tanto das Irmãs da Casa em Roma como das Irmãs responsáveles da romaria.

  • Quando uma Irmã perguntou se eles à tarde pretendiam visitar outros lugares de Roma, responderam na pessoa da dirigente do grupo que seu objetivo já estava alcançado, o que queriam era o Santuário.

  • Durante a Missa, nem todos puderam estar dentro do Santuário. Ir. M. Andréia perguntou a uma pessoa que estava perto dela se não era muito quente estar aí debaixo do sol. Esta respondeu: "Se suportamos o sol de uma praia, porque não podemos suportar este aqui em frente do Santuário?"

  • Uma senhora que se submeteu a uma cirurgia de varizes há uma semana, veio com sua perna enfaixada, a pé até o Santuário. Quando Ir. M. Ivone lhe ofereceu um lugar no carro de Ir. M. Birgit, esta respondeu que a Mãe de Deus lhe dará força de caminhar até o Santuário e ela o fez conscientemente em gratidão por todas as graças recebidas.

  • Uma senhora estava muito grata à Mãe pela reação de seu marido. Contou que ele tinha o vício de blasfemar, não ia à Igreja, se incomodava quando ela fazia suas orações e era muito nervoso, etc. Desde que a Mãe Peregrina começou a visitar o Lar, ele foi mudando. Veio à Romaria, participou de tudo atentamente. Durante a Missa estava lá fora, mas atento. Terminada a Missa ele entrou sozinho no Santuário e rezou pessoalmente. Todo o tempo, era cordial e gentil conosco.

  • Esta mesma senhora contou que quando as Irmãs foram à Santeramo, ela não podia lhes convidar à sua casa porque seu marido não aceitava. Domingo ela estava radiante, porque ele mesmo foi ao encontro das Irmãs dizendo que quando foram novamente a Santeramo deveriam ir à casa dele.

Não pressa para irem embora

Eles não tinham pressa para irem embora. O almoço em baixo das árvores durou até às 15h. Antes de saírem, um por um entrou novamente no Santuário e uma senhora convidou Ir. M. Ivone para fazer uma oração junto com ela por sua mãe doente.

Às 15h30min eles partiram.

"Nos Irmãs nos reunimos no refeitório para o café da tarde. Os comentários eram muito bonitos. As Irmãs da Filial da casa estavam contentes. E nos estimularam a fazermos mais vezes romarias, trazendo muita gente para o Santuário. Nós também estávamos e estamos muito gratas pela disponibilidade e espírito apostólico, com o qual elas acolheram a Romaria".



Zurück/Back: [Seitenanfang / Top] [letzte Seite / last page] [Homepage]

Last Update: 13.09.2001 15:19 Mail: Editor /Webmaster
© 2001 Schönstatt-Bewegung in Deutschland, PressOffice Schönstatt, hbre, All rights reserved